Introdução básica à linguística do português (Monographie)


Allgemeine Angaben

Autor(en)

Juergen Schmidt-Radefeldt Annette Endruschat

Verlag
Colibri
Stadt
Lisboa
Publikationsdatum
2016
Auflage
1.
Weiterführender Link
Edições Colibri Lisboa
ISBN
978-989-689-488-7 ( im KVK suchen )
Thematik nach Sprachen
Portugiesisch
Disziplin(en)
Sprachwissenschaft

Exposé

Esta Introdução básica à linguística do português, na terceira edição em língua alemã, constitui uma descrição estruturalista fundamental do sistema linguístico do português europeu (língua) que contempla uma descrição histórica (diacronia), uma caracterização enquanto sistema de signos para atividades comunicativas diversas (semiótica), a par de uma abordagem sincrónica, englobando fonética e grafemática, morfologia, sintaxe, lexicologia e lexicografia, bem como questões do foro semântico. O domínio da língua em uso (linguagem) versa a teoria dos atos da fala, o diálogo e a interação linguística. O português configura um diassistema pluricêntrico muito rico, integrando um largo espetro de variedades diatópicas em quase todos os continentes do globo; merecem menção particular os crioulos de base portuguesa.

Inhalt

Prefácio

1 Português − língua do mundo
1.1 Situação atual do português
1.2 Viagens dos descobrimentos e expansão do português
1.2.1 África
1.2.2 Índia e Ásia
1.2.3 América
1.3 Posição do português na România

2 História da língua portuguesa
2.1 Periodização
2.2 Os conceitos de substrato, superstrato e adstrato
2.3 A época pré-românica
2.4 A romanização
2.5 A invasão dos povos germânicos
2.6 A ocupação da Península Ibérica pelos árabes
2.7 Os começos do português
2.8 Evolução das línguas
2.8.1 O latim vulgar
2.8.2 O romance ibérico
2.8.3 O galego-português
2.8.4 O moçárabe – uma variedade românica
2.8.5 O português antigo
2.8.5.1 Fonética/fonologia
2.8.5.2 Léxico
2.8.5.3 Morfologia e sintaxe
2.9 Os primeiros testemunhos da língua
2.10 Consciência linguística e descrições precoces da língua
2.10.1 Diálogos e tratados sobre a língua
2.10.2 As primeiras gramáticas
2.10.3 Os primeiros dicionários

3 Semiótica
3.1 Semiótica versus semiologia
3.2 Sobre a história da semiótica
3.3 Teorias dos signos
3.3.1 Charles S. Peirce
3.3.2 Charles W. Morris
3.3.3 Ferdinand de Saussure
3.4 Comunicação e semiótica
3.4.1 Teoria da comunicação
3.4.1.1 Karl Bühler
3.4.1.2 Roman Jakobson
3.4.2 Semiótica do teatro
3.4.3 Semiótica da publicidade
3.4.4 Outras possibilidades de aplicação semióticas

4 Fonemática e grafémica
4.1 Fonemática: fonética e fonologia
4.2 Fonética geral
4.2.1 Interdisciplinaridade da fonética
4.2.2 Articulação
4.3 Fonética do português
4.3.1 O sistema fonético do português (fonética segmental)
4.3.2 Acento, sílaba, entoação (fonética suprassegmental)
4.3.3 Fonética frásica
4.3.4 Transcrição
4.4 Fonologia do português
4.5 Novos desenvolvimentos na fonologia
4.6 Grafémica
4.6.1 Breve esboço da história da ortografia
4.6.2 A norma ortográfica atual

5 Morfologia
5.1 Palavras e formas de palavra
5.1.1 Partes do discurso
5.1.2 Morfemas, morfes e alomorfes
5.1.3 Segmentação morfológica
5.1.4 Classificação dos morfemas
5.2 Formação de palavras
5.3 Flexão
5.3.1 Flexão nominal
5.3.2 Flexão verbal
5.3.3 Comparação
5.3.4 Supletivismo e defetividade

6 Sintaxe
6.1 Gramática e gramaticalidade
6.2 Teorias da sintaxe
6.3 Frase e constituintes da frase (sintaxe tradicional)
6.3.1 Frase versus enunciado
6.3.2 Formação de frases
6.3.3 Membros da frase e funções sintáticas
6.3.4 Ordem dos constituintes da frase
6.3.4.1 Articulação tema-rema
6.3.4.2 Estrutura tópico-comentário
6.3.4.3 Construções de realce
6.3.4.4 Sobre a colocação dos pronomes clíticos
6.4 Constituintes (sintaxe estrutural)
6.4.1 Análise em constituintes
6.4.2 Representação formal dos constituintes
6.5 Regência e valência (gramática de dependências)
6.6 Gramática sintagmática (sintaxe gerativa)
6.7 Teoria sintática da optimalidade

7 Lexicologia e lexicografia
7.1 Lexicologia
7.1.1 Léxico e léxicon
7.1.2 Unidades do léxico
7.1.3 Lexicalização
7.1.4 Empréstimos
7.1.4.1 Germanismos
7.1.4.2 Arabismos
7.1.4.3 Influência hispânica
7.1.4.4 Italianismos
7.1.4.5 Galicismos
7.1.4.6 Anglicismos
7.1.5 Lexicologia contrastiva
7.1.6 Mudança lexicológica
7.2 Lexicografia
7.2.1 Macroestrutura, microestrutura, lema
7.2.2 Tipos de dicionários
7.2.3 Lexicografia monolingue portuguesa
7.2.4 Lexicografia bilingue portuguesa
7.2.5 Linguística de corpus e lexicografia

8 Semântica
8.1 Significado
8.2 Semasiologia versus onomasiologia
8.3 Semântica tradicional
8.3.1 Homonímia e polissemia
8.3.2 Relações semânticas paradigmáticas
8.3.3 Relações sintagmáticas no léxico
8.3.3.1 Fraseologias
8.3.3.2 Colocações
8.4 Semântica estrutural
8.4.1 Sema, semema, classema
8.4.2 Campos lexicais
8.4.3 Solidariedades lexicais
8.5 Semântica cognitiva
8.5.1 Linguística cognitiva
8.5.1.1 Hipóteses fundamentais da linguística cognitiva
8.5.1.2 Princípios organizativos
8.5.2 Semântica dos protótipos
8.6 Mudança semântica

9 Linguística pragmática
9.1 Dimensões pragmáticas
9.1.1 Referência e deixis
9.1.2 Pragmática universal e máximas conversacionais
9.2 Teoria dos atos de fala
9.2.1 Componentes de um ato de fala
9.2.2 Classificação dos atos de fala
9.2.3 Atos de fala indiretos
9.3 Análise do diálogo e linguística do texto
9.3.1 Interação e sequências dialógicas
9.3.2 Análise do discurso
9.3.3 Tipos conversacionais e corpora linguísticos
9.3.4 Unidades do discurso e conceitos descritivos

10 Língua e sociedade
10.1 Sociolinguística
10.1.1 Bilinguismo e diglossia
10.1.2 Política de língua(s)
10.2 Linguística das variedades
10.2.1 A língua como diassistema
10.2.2 A lista aberta das variedades
10.2.2.1 Sobre a variedade diatópica
10.2.2.2 Sobre a variedade diastrática
10.2.2.3 Sobre a variedade diafásica
10.2.2.4 Sobre a variedade diamedial
10.2.2.5 Sobre a variedade diaconcecional
10.2.2.6 Sobre a variedade diatécnica
10.2.2.7 Variedades diassituativa e diatextual
10.2.2.8 Sobre a variedade diavalorativa
10.2.2.9 Sobre a variedade diafrequentativa
10.2.2.10 Sobre a variedade diaplanificadora
10.2.2.11 A linguagem do chat – uma variedade híbrida
10.2.2.12 Perspetivas

11 Evolução do português fora de Portugal
11.1 Português – uma língua pluricêntrica?
11.2 O português do Brasil
11.2.1 A génese do português do Brasil
11.2.2 Linguística variacional
11.2.3 Particularidades linguísticas do português do Brasil
11.2.3.1 Fonética
11.2.3.2 Léxico
11.2.3.3 Sintaxe
11.3 A língua portuguesa em África
11.3.1 Sobre o estatuto do português
11.3.2 Particularidades linguísticas
11.3.2.1 Fonética/fonologia
11.3.2.2 Léxico
11.3.2.3 Sintaxe
11.4 Línguas crioulas de base portuguesa
11.4.1 Línguas mistas, pidgins e línguas crioulas
11.4.2 Hipóteses sobre a origem dos crioulos
11.4.3 Traços linguísticos gerais dos crioulos
11.4.4 Difusão dos crioulos de base portuguesa
11.4.5 O Caboverdiano
11.4.5.1 Situação sociolinguística
11.4.5.2 Particularidades da língua
11.4.5.3 Descrições linguísticas

Bibliografia

Índice remissivo


Verbundene Projekte / Publikationen

Anmerkungen

keine

Ersteller des Eintrags
Juergen Schmidt-Radefeldt
Erstellungsdatum
Donnerstag, 25. Februar 2016, 15:01 Uhr
Letzte Änderung
Donnerstag, 25. Februar 2016, 15:01 Uhr