Stadt: Augsburg

Frist: 2019-04-30

Beginn: 2019-09-11

Ende: 2019-09-14

URL: http://lusitanistenverband.de/lusitanistentage/augsburg-2019-2/themenbeschreibung-und-aufruf-zur-sektionsbildung/

A literatura brasileira contemporânea é marcada por espaços múltiplos, em parte diversos ao extremo. Isto vale, por um lado, para o aspecto temático – representações literárias de espaços culturais e ambientes de vida tão distintos quanto Amazônia e Pampa, Sertão e Favela, para apenas citar alguns exemplos. Nos últimos anos, por outro lado, também os espaços cotidianos e midiáticos da produção, circulação e recepção de literatura têm se diferenciado e diversificado de forma intensa, o que se reflete, entre outros, pela crescente presença de autoras e autores de camadas sociais excluídas, expressando, em formas de representação específicas, seus espaços e suas circunstâncias de vida.

Além da tendência dominante de representar na literatura espaços concretos, muitas vezes de conotação social intensa, existem também obras heterogêneas que se caracterizam por construções espaciais transregionais, como por exemplo em cenários e tramas fora do Brasil, ou obras que inclusive são marcadas por certa des-espacialização, particularmente através da representação de mundos virtuais e espaços midiáticos específicos.

A seção tem como objetivo analisar um espectro mais amplo possível de espaços da literatura brasileira contemporânea, incluindo espaços ficcionais, bem como suas fronteiras oscilantes com espaços concretos do próprio sistema literário. Neste sentido, além dos diferentes espaços regionais e sociais que ganham expressão nas obras literárias, trata-se também, ou de forma complementar, de espaços de produção, circulação e recepção, situados em parte fora dos lugares e mídias tradicionais do campo literário. A tarefa seria determinar, por exemplo, práticas performativas de literatura oral, que ocorrem em site specific „saraus“ – frequentemente nas periferias e favelas das grandes cidades – e, por outro lado, circulam em plataformas de vídeo como Youtube. Também serão consideradas, como espaços midiáticos da circulação e recepção da literatura, mídias sociais como Facebook, com frequência complementadas por fotografias e vídeos, os quais permitem referências a espaços concretos e contextos sociais. Nesta moldura, a seção oferece, portanto, possibilidades de problematização de fronteiras fixas no que tange à comunicação literária e seus contornos porosos delineados pelos usos cotidianos de outras mídias.

Solicita-se o envio de resumos de um máximo de 300 palavras para propostas de comunicação às coordenadorxs da seção até dia 30/04/2019.

Contato:
Prof. Dr. Peter W. Schulze, Universität zu Köln: peter.schulze@uni-koeln.de
Prof. Dr. Mariana Simoni, Freie Universität Berlin: m.simoni@fu-berlin.de

Beitrag von: Peter W. Schulze

Redaktion: Christoph Behrens